Seda azul, negro linho tão macio algodão
Fino trato, nobre tato
Sobre tudo, sobre humano
Sempre o homem, sob nuvem nu

Sobem anjos soberanos Sob a tumba
Sobre pena de sumir no ar
Noite amena e meiga e manso mar
Sopra o vento e o lenço quer dançar

Negro linho (negrolinho, negro linho)
E o azul da seda

Seda azul, negro linho tão macio algodão
Fino trato, nobre tato
Sobre tudo, sobre humano
Sempre o homem, sob nuvem nu

Sobem anjos soberanos Sob a tumba
Sobre pena de sumir no ar
Noite amena e meiga e manso mar
Sopra o vento e lenço quer dançar

Negro linho, e o azul da seda
E o azul da seda, da seda
E o azul da seda, e o azul da seda
Seda

Seda azul, negro linho tão macio algodão
Fino trato, nobre tato
Sobre tudo, sobre humano
Sempre o homem, sob nuvem nu

Vídeo incorreto?