Briga, bate, xinga, chora
Me manda embora
Se arrepende tranca a porta
E não me deixa sair

Já tá virando paranoia o teu ciúme
Eu tô achando que você
Não vive mais em mim

Cê tá maluca, tá delirando,
Para com isso, tá me zoando.
Quanta loucura, ainda insiste,
Tá complicado amor, cê não existe.

Briga, bate, xinga, chora
Me manda embora
Se arrepende tranca a porta
E não me deixa sair

Já tá virando paranoia o teu ciúme
Eu tô achando que você
Não vive mais em mim

Briga, bate, xinga, chora
Me manda embora
Se arrepende tranca a porta
E não me deixa sair

Já tá virando paranoia o teu ciúme
Eu tô achando que você
Não vive mais em mim

Cê tá maluca, tá delirando,
Para com isso, tá me zoando.
Quanta loucura, ainda insiste,
Tá complicado amor, cê não existe.

Briga, bate, xinga, chora
Me manda embora
Se arrepende tranca a porta
E não me deixa sair

Já tá virando paranoia o teu ciúme
Eu tô achando que você
Não vive mais em mim
Briga, bate, xinga, chora
Me manda embora
Se arrepende tranca a porta
E não me deixa sair

Já tá virando paranoia o teu ciúme
Eu tô achando que você
Não vive mais em mim
Briga, bate, xinga, chora
Me manda embora
Se arrepende tranca a porta
E não me deixa sair

Já tá virando paranoia o teu ciúme
Eu tô achando que você
Não vive mais em mim
Briga, bate, xinga, chora
Me manda embora
Se arrepende tranca a porta
E não me deixa sair

Já tá virando paranoia o teu ciúme
Eu tô achando que você
Não vive mais em mim
Você não vive mais

Vídeo incorreto?