Construindo caim


Eu quebro o sangue
Entre nós
Eu agarro a luz e
A puxo para baixo
Eu a cubro com um cobertor de espuma
Eu quebro o vínculo
Que nos uniu
Eu amaldiçôo a terra e
Vivo em cavernas
Eu falao com a morte no silêncio do remorso
Eu destruo a base
Que nos formou
Eu cravo os pregos e
Puxo a espada
Eu faço isso embora eu conheça a Palavra
Eu quebro o sangue
Entre nós.