Estes sapatos não me cabem mais
Ainda me lembro quando eram confortáveis

Sua visão me queima os olhos
E pasmo, vejo, não existe mais retorno
Parar o tempo, tentar voltar
Na beleza deixada em algum lugar
Por todo esse limite que me impôs
Nem tudo pode ser contemplação
Não tenho mais seu tempo pra perder
Não tente me prender!

Que tenha pressa quem quiser me alcançar
Eu também tenho...
Novas paisagens que me façam encontrar
Outro destino

De longe vou te rejeitando
Daqui onde estou
Continuo tão insatisfeito como da última vez

Sua visão me queima os olhos
E pasmo, vejo, não existe mais retorno
Parar o tempo, tentar voltar
Na beleza deixada em algum lugar
Por todo esse limite que me impôs
Nem tudo pode ser contemplação
Não tenho mais seu tempo pra perder
Não tente me prender!

Que tenha pressa quem quiser me alcançar
Eu também tenho...
Novas paisagens que me façam encontrar
Outro destino

De longe vou te rejeitando
Daqui onde estou
Continuo tão insatisfeito como da última vez

Que lhe apontei o dedo
Te julguei incapaz
Seremos o melhor exemplo do que não seguir

E dizer sim, e te mostrar, sempre estou certo!

Procurando por algo novo
Que me traga satisfação
Eu peguei outro desvio
Talvez me afaste mais

Vídeo incorreto?