Gemendo de dor, tirei do ombro minha cruz pesada
Tive que deixá-la forças me faltaram meio a caminhada
As chagas profundas por ela deixadas eu não suportei
Na estrada da vida, triste sem guarida prostrada
fiquei
Na estrada da vida, triste sem guarida prostrada
fiquei

Mas ao ver Jesus sozinho seguindo eu não resisti
Tomei minha cruz grande e pesada as costas ergui.
A Jesus gritei espere por mim eu te seguirei
E a cruz arrastando de dores chorando meu mestre
alcancei
E a cruz arrastando de dores chorando meu mestre
alcancei

Nunca mais eu quero deixar minha cruz
Mas a levarei
Mesmo tropeçando, às vezes chorando eu prosseguirei
Mas tenho certeza que o fim da jornada logo vai
chegar
E esta cruz de dores por uma coroa eu hei de trocar
E esta cruz de dores por uma coroa eu hei de trocar

Vídeo incorreto?