Antes eram chamados Nazarenos, depois Cristãos
Hoje não sabemos como chamá-los, são tantos grupos diferentes
Antes, ao contemplá-los se dizia: Vejam só como se amam
Hoje, aos nos verem eles repetem: Vejam como se separam
Quem poderá dizer quem prega a verdade?

Como conseguiu o Inimigo ganhar-nos o terreno
Vivemos a construir tantas muralhas, esquecendo o primeiro
Não existe Cristianismo verdadeiro sem honestidade
Se não refletimos a Jesus, faltamos com a verdade
O que serve os demais é o maior
Que o sermão do monte ainda está em vigor
Que ainda existe o bom exemplo, e a humildade de coração
E que não há vida, e nem igreja se não há perdão

(Refrão)Oxalá o Mestre possa dizer como já disse antes:
"Não choreis, apenas dorme, não está morta"
Que te passa, Igreja amada, que não te levantas
Raramente te aquebrantas, porque não te transformar?

Antes tinham tudo em comum, a oração vinha em primeiro
Hoje competem pra saber quem tem melhor casa, mais dinheiro
Antes eles morriam abraçados na arena dos pagãos
Hoje se discute até pra orar: levantemos ou não as mãos?
Alguns crêem em profecias, e outros não
Alguns pregam a fé, outros só o amor
Uns falam em línguas, outros duvidam do poder
E o mundo morre, morre, morre sem poder crer

(Refrão)

Vídeo incorreto?