Nem sempre uma flor a desabrochar
Revela a bondade do semeador
Nem sempre o prazer que tens em sorrir
Revela se és mesmo fiel ao senhor

Porém, é preciso o mundo esquecer
Pois não é o mundo que vai te valer
Esquece os anseios do mundo de horror
Sê digno e fiel ao senhor

Nem as posições que tens a fluir
Revelam ser bênçãos das mãos do senhor
Melhor que as riquezas e a vil posição
É ser bem humilde, servir com amor

Porém, é preciso o mundo esquecer
Pois não é o mundo que vai te valer
Esquece os anseios do mundo de horror
Sê digno e fiel ao senhor

Vídeo incorreto?