?- vamo, vamo, vamo, vamo saí fora mano, vamo!
- não vado, pega ali as prata também!
- e aí tiozão, cê tá louco mano?! falando meu nome
ai...
- pega meu querido!
- cê tá de arrastão, olha onde os barato tá mano!
- pega na escada ali!
- cadê mano?
-aqui mano, segura ai!!!
- cê tá louco?
pow, pow, pow, pow, pow! (tiros)"


"- salve guerreiro e ai?
- e aí mano.
- mano vim trazer uma noticia ruim pra você ai ó...
- ixi, notícia ruim mano?
- nóis foi numa cena ali, eu e o vado...
- e ai?
- ai nóis já tinha tomado os barato, cê tá ligado, na
mansão ali mano, já com os ouro e com dinhero e pa, e
na saida mano...
- e o vado cadê?
- mano a fita é o seguinte, nóis trocamo tiro com os
policia lá, ele fico lá, os cara pegô ele, cê tá
entendendo mano?!
- pegou como? prendeu?
- os cara sentô o pau mano!
- matô?
- é mano, trocamo tiro no bagulho la...
- mas ai, você saiu fora?
- saimo fora, eu dexei o ouro, os bagulho mano... ele
tomô uns tiro cê tá ligado, as arma, dexamo tudo
la...
- puta, você saiu fora e dexô o cara la? fritaram o
cara?
- meu querido o que eu ia fazer? nóis tava na cena
mano, entendeu? eu saí fora do bagulho mano... então,
inclusive é o seguinte... vim só da um salvão entendeu
mano, e eu vo sai fora, qualquer coisa cê da um gritão
pra mim certo meu querido?!
- falô!
- fica com Deus ai mano!
- vai lá...
- falô!
- humhum... entendeu tudo."

é, até Cristo sentiu na pele o preço da traição
mais venha quem vier, eu não acredito não.

"Pai, perdoe, pois eles não sabe o que fazem!"

só porque ó
arco inimigo que o rei renegou
se fez pai da malicia tentando bom pastor
e se pá me persegue aonde eu andar
com brilho de setim tenta me comprar,
mais eu não, não vô trair o meu próprio rmão
com dinheiro, com drogas, mina, carrão.
você paga pra vê, vai comprar o que não queria
inveja é uma merda cria verme a reveria
e sei la, mais vai saber qual que é o pé, que que ah
se me vê quer acender, por inveja me aperta, pá,
cheque mate é eu tô ligado
Deus por mim pra garantir da minha 9 de aço.
acredita na primeira que jura te amar
na serpente que a cuzinho espera ai se criar
só por uma noite te prometeu o céu
mente mim em gá na linda flor jesabel
no pecado do prazer faz inferno de mim
troxa quem acredita e vem na febre mais ai
eu por você, você por mim, Deus está do nosso lado
se tem que ser assim guerreiro eu tô preparado moro.


"- a inveja existe, a trairagem persiste!
- sim papai!
- feliz de nós os negros que chega até os 20!
- aleluia irmão!
- o mundo irmãos, é um barril envelhecido de ódio e
rancor, mais se Deus é por nós, quem será contra nós?
Alelúia!
- aleluia, aleluia, aleluia!"


mais já pensou se eu tô na madruga de twister no peão
ou sbado em casa ouvindo o som do legião
sem maldade, sem rancor, de toca no calor,
sou refem do patrão na mira do vapor louco.
é tipo assim, sem razão no meio do tempo
desacreditado do futuro violento
mais Cristo é o pastor aqui tá escrito
do inferno ao céu, da broder ao lixo.
gringo vem pra são paulo
pra construi império
levanta arranhacéu na metrópole de ferro
e morre no farol, no jaguar blindado,
ó, um, dois subiu na sequencia do fuzil.
então vai me criticar é ou não é, vamo lá
você é café pequeno, ouve a fúria rima
sua glória de mentira não me conrompe
eu ando pelo certo e pelo certo eu vô morrer,
mais ó, se no decorrer você provar ao contrário
vai poder conta com um guerrero do seu lado.
S.A.M.C.S.P.R.A
opa, sai da frente pro trem bala passar.
admiro o irmão que defende o pão
grudado no gerente de catraca na mão
ou o gigante que capota em cima do asfalto
que ignora o perigo furando o blindado,
quem invade a sua casa e leva de sequestro,
a filha mais na direção do inferno
a prostituta do prazer, escrava da perdição
que vai pra cama com você fugindo da perdição
mais o que é o que é
e o que sempre será
de baxo do céu quem é digno de julgar,
só a lenda viva que o mundão viu
traido pelo aquele que beijou e sorriu.

"- levianas, dinheirada, carro, artigo importado...
tudo inimigo da alma jhow, tudo inimigo da fé! dai a
cézar o que é de cézar irmão... em volta da casa, hoje
e em toda a canaã. Amém!"

mil e cem quem não tem,
tem pra tudo o som da hora
ju no barcadi, nove de ferro a mil por hora
ou sentindo contra mão na marginal Tietê
ó bico sai da frente, o que cê quer?
cê quer morrer?
amanheceu de novo na metrópole são paulo
rico rasga o céu com seu passaro de aço
checa o portador, diamante, ouro e dólar,
o diabo dá risada me atentando a toda hora
se quer então, vai por mim, fracassa no fim
me sinto legal assim o que me diz
quem enricou, ou melhor, quem não tá trancado
tem que se reconhecer, cadeia é embaçado,
pétalas de flor, fragancia no ar, jeová,
louco sonhador pela brisa do mar
pelas luzes de natal e fogos no céu
um brinde na virada com a minha nega fiel
cadê o meu sexto sentido, meu dom de prever
me diz, quem vai me vender antes do amanhecer
porque o invés do certo que trama o meu enterro
e saiba nem me abala o louco aqui é guerreiro
de espírito forte, imbativel e concentrado,
instinto felino nunca desacreditado
sou o mais violento verso que já nasceu
honrando a profecia
Segundo Mateus.

Vídeo incorreto?