Um fim de semana ensolarado e uma estrada pela frente
Quanta montanha, olha que vista!
Nessa caminhada de uma vida onde tudo é passageiro
Menos trocador e motorista
Eu vou até São Paulo no meu carro
Eu vou sozinho, eu vou contente
Não tenho medo do futuro
Se o motor bater, se algum pneu furar eu sinto muito
Não tenho step nem seguro
Ah, meu amor, preciso te encontrar
Quero sentir o seu calor mais perto de onde estou
Não quero saber
Se é em Sampa, Rio ou no Sertão
Quero ter você não importa onde estiver não
Tudo tá tranqüilo, só ando a 40
Buzum pede passagem, não dou, mas ele tenta
Tô sem dinheiro, mas que fome sinistra!
Sem posto pela frente eu sigo pela pista
Vou levando meu amor pra te mostrar
Se não for assim, não vai ser, não vai dar
Minha fome essa hora já se foi
Eu te quero e deixo todo o resto pra depois
Meio caminho andando, um barulho lá na frente
Me deixa perocupado
Já estive mais contente
Tem um carro quebrado
E essa é minha sina
Se eu me fingir de morto
É aí que nêgo passa em cima
Eu vou ter que bater perna pra chegar
O meu carro há muito tempo já se foi pra desmontar
Sou movido pela dor da solidão
Por você eu vou assim até o Japão
Ah, meu amor, preciso te encontrar
Quero sentir o teu calor mais perto de onde estou
Não quero saber se é em Sampa, Rio ou no Sertão
Quero ter você
Não importa onde estiver não
Tempestade, chuva forte
Não são páreo para mim
Não são não
Pode ser que o barco vire
E eu vou navegando nessa imensidão
Ah, meu, amor, preciso te encontrar
Quero sentir o seu calor mais perto de onde estou
Não quero saber se é em Sampa, Rio ou no Sertão
Quero ter você
Não importa onde estiver não

Vídeo incorreto?