Que venha o povo ao pelourinho
A didá é rainha do sol
Deusa negra uma força maior
Que encanta esta terra tão linda
Oh! Bahia tão querida

Pelourinho, lá não tem distinção
Branco e negro são todos irmãos
E a mistura das raças defende
Essa miscigenação

Eu vou, eu vou
Vou dançar lá no Pelô
Eu vou, eu vou
Com a didá de salvador

A didá nasceu em um lugar abençoado
Lugar de um povo honrado
Que viveu a escravidão
Ali cresceu

Com muita garra e muita luta
Hoje o povo todo escuta
A didá que é tradição

Vieram os brancos e
Aos negros se juntaram
E se conscientizaram
Que todos nós somos irmãos

Eu vou, eu vou
Vou dançar lá no Pelô
Eu vou, eu vou
Com a didá de salvador

Tem jamaica, América e Japão
Tem são paulo e Rio de Janeiro
Tem gente do mundo inteiro

Eu vou, eu vou
Vou dançar lá no Pelô

Vídeo incorreto?