Porque não enxergam o que eu vejo?
Se enxergam o mesmo
Por que se enxeram o que eu vejo?
Há um Abismo

Eu vejo uma estrela, não uma luz.
E vocês só enxergam a luz
Por isso fico bravo, vou e me fecho
Lá no meu quarto

Porque não enxergam o que eu vejo?
Que menosprezam o que lhes anestesia?
Tal vez lhes falte liberdade
Vocês não acham muito chato uma cinta e uma gravata?

Teriam que ouvir meu coração
Quando se enche de emoção
Com meus amigos, que estão comigo
Por que eles sempre enxergam o mesmo que eu

Nos dizem os maiores
Que ser jovem é uma sorte
E não se lembram o que é olhar a lua

Porque não enxergam o que eu vejo?
Já não me entendem, Já não me entendem
E no fundo o sabem bem, muito bem
Se perguntam também
Porque não enxergam o que eu vejo?
Já não me entendem
E quém lhes disse que são perfeitos
Muito cuidado com o que olham
Porque podem enxergar mentiras

Por que sempre querem ser indiscretos e saber dos meus
segredos?
São coisas minhas
E mesmo por mais que eu avise
Para entrar ao meu mundo batam na porta
Não sou sua criatura, se deêm conta, cresço cada dia
E assim é como eu me vejo
Mas se não me entendem não é culpa minha

Porque não enxergam o que eu vejo?
Já não me entendem, Já não me entendem
E no fundo o sabem bem, muito bem
Se perguntam também
Porque não enxergam o que eu vejo?
Se já desejam pois que se vejam no reflexo
Que revele seu antigo espelho

E se não lhes importa,E se não lhes importa

Porque não enxergam o que eu vejo?
Isso não é meu assunto
Mas sim eu digo
Isso é, e ponto

Mas não me digam que não
E vejam o que eu vejo
Deixem que viva, deixa que viva
A vida não é muita
Quem sabe é pouca, mas é minha

Se a vivem comigo, sejamos amigos
Ainda é hora
Mas não se esqueçam que o tempo avança
E eu os necessito
E só lhes peço
Eu peço confiança

Porque não enxergam o que eu vejo?
Muito cuidado com o que olham
Porque podem enxergar mentiras

Vídeo incorreto?