Deus pegou o sol da tarde
Pegou o romper da aurora
O vento arrastando as folhas
Pelas campinas afora

As cores do arco-íris
Dormindo na correnteza
E fez um anel de ouro
Na mão da mãe natureza

Deus passeia com as tardes
Revisando mais um dia
Olhando flores agrestes
Da Virgem Santa Maria
Ave-Maria

Mãe natureza me embale
Na folha gentil de seu berço
Com o gorjeio das aves
Eu descanso e adormeço

No colchão verdes dos campos
Ouvindo o som da cascata
Repouso minha cabeça
No travesseiro da mata

A brisa que vem chegando
Me beija seguidamente
Me desperto com as bênçãos
Do meu Pai Onipotente
Ave-Maria

Deus pegou o céu dormindo
Bordados de estrelas mil
E estendeu sobre a Terra
Seu tapete cor de anil

Na grande sala da noite
Pôs a Lua sempre acesa
E no sofá do sertão
Sentou a mãe natureza

Por isso é que sempre vejo
Dois caminhos de saída
Um nos leva a morte eterna
E o outro a fonte da vida
Ave-Maria

Vídeo incorreto?