O meu rancho é de barrote
Minha cama é uma esteira
Tenha cigarro de paia
Café quente na chaleira
Mas se deixo a garça branca
Durmo mal a noite inteira
Ai, ai, garça branca feiticeira

Levantei de madrugada
Num dia de segunda-feira
Olhei pro lado do sul
Ela aquela fumaceira
Por causa da garça branca
Eu choro nem que não queira
Ai, ai, garça branca feiticeira

Quando é tarde de mormaço
Ela vem toda faceira
Passa pertinho de mim
Senta na ribanceira
Vou prender a garça branca
Numa laçada certeira
Ai, ai, garça branca feiticeira

Moro na beira do rio
Tenho um bote de madeira
Junto o material de pesca
E espingarda cartucheira
Só me falta a garça branca
Pra ser minha companheira
Ai, ai, garça branca feiticeira

Vídeo incorreto?