Honra de um Playsson

É nós (divisão da stronda)

Eu te conheci numa festa de um amigo
Eu já tava no brilho e me achando esquisito
Você chegou em mim com um papo maneiro
Eu fui me interessando e te peguei no banheiro
Mas você disse não e você não deixou
Mandei logo um caozinho. "Foi mal, esbarrou"

Você dizendo que era gata e vamos manter o contato
E eu dizendo tá legal
Breve vai conhecer a fama do meu pau
Ficamos três vezes
Você tava apaixonada e eu contando as horas pra' te
ver pelada
você achou que eu era o príncipe encantado
Pra' ficar comigo dispensou o seu namorado
eu falei pra' você não se iludir comigo
Você prefere uma paixão do que ter um compromisso
Eu me senti feliz
Era a vida que eu quis
Mas fiquei me sentindo mal pela coisa que eu fiz
Se você achando que eu nunca minto, nos meus tempos
com você eu ficava com umas cinco
você era jogo duro
E você não dormia, não dá
Eu sempre insistia ao menos te dedar
Pegava a sua mão e botava no meu pau
Você tirava a mão e dizia não

Eu tava ficando puto, tava na seca com você
Mas era questão de honra no final eu te comer
Se eu já tivesse comido, eu já teria terminado
Agora vem com o papo que vou ser seu namorado
Sei que você é cabaço, mas libera o patê
Que eu penso no seu caso, talvez namore com você
Duas semanas se passaram e o primeiro (?) love
E eu pensando assim que no final a gente fode
E não foi bem assim e quando chegou no fim
Mas foi um avanço, porque eu confio em mim
Uma semana se passou, e o primeiro bola gato
Você tava ficando fácil, isso era fato
Todos os passos levam a crer que na outra semana eu
vou socar o seu patê

Soca o patê que eu quero ver
No motel ou no meu carro, eu sei que o chão vai
tremer
Soca o patê da cadela
A burrinha pensou que era história de novela

Se o mundo fosse que nem televisão, você seria a
mocinha e eu o vilão
Você entrou pra' minha lista de otárias
Se você acha que eu te amo, caiu do cavalo
Depois de umas quatros fodas eu terminei com você
Você ficou chorando, mas eu liberei o seu patê
Hoje eu voltei para ti
Você virou uma biatch
Oferecida, uma vadia
O que a honra de um playsson não faz
Homem joga fora e ainda vem querendo ainda mais
O que a honra de um playsson não faz
Homem joga fora e ainda vem querendo ainda mais
Mas é assim, a vida é estranha
Tem uma otária que pede e um playsson que ganha
Você pra' mim virou uma estatistica
Que nem aquele número que a gente vê na revista
A honra de um playsson ultrapassa a barreira
Você que chegou em mim, então pára com a bobeira
Fica de palhaçada, se fazendo de coitada
Você gostou também, então pára de ser gozada
Se não queria dá a buceta, então ficasse em casa ou
virasse uma freira
comigo não tem essa de pobrezinha ou lobo mau
Tem sempre uma chapeuzinho que utilize o meu pau
Inocente é o cacete
Você já era safada
Tá me esperando o predador pra ser atacada

Vídeo incorreto?