Estendo a mão para te encontrar
Fecho a mão para te agarrar
Abro os olhos já sem te ver
Calo a voz para não chorar
Olho a alegria que ainda há no ar
Finjo que é dia que tu vais voltar

Não vou morrer, morrer
Só por te perder
Nem parar só para te esperar
Vou-te esquecer, esquecer
Ficas a saber
Que já não és o meu menino
Não vou morrer,
Só por te perder
Nem parar só para te esperar
Vou-me esquecer de ti
Ficas a saber
Que já não és o meu desatino

Estendo a mão para te afastar
Fecho a mão para não te agarrar
Fecho os olhos para não te ver
Calo a voz para não chamar
Invento histórias que já sei de cor
Histórias só minhas onde não há dor

Vídeo incorreto?