Disseram para esperar
Ninguém soltou a voz
Ficaram todos sentados vendo o tempo passar
De olhar discreto e vago
E pensamento longe
Eu me senti no descaso e um pouco mais humano

Então em pouco tempo, alguém se levantou
Seguiu-se um breve silêncio e o som se propagou
Aonde é que você vai
Sem ter o que fazer
A luz que chega aos seus olhos nos rege um só poder

Toda Televisão aproxima e distancia
Toda preocupação, trás receio mas protege e elege
alguém de fato a ser
Seu guia

De sampa a Ilha Bela o rastro ainda incide
Em linha reta, entre cidades
Para orientar quem é que venha em busca de contato
Ou de passagem
Mas entretanto há tanto e por enquanto ignorancia

Não tente entender
Ninguém consegue ver
Lá fora é um tanto frio
Chega mais perto de mim
Não tente explicar
Já não há mais razão
Do entreterimento .... A ilusão