Criança, quem foi que te criou assim ?
Já era tempo dizer seus problemas
E achar um caminho para você nunca mais se perder
Menina, teus olhos já não são iguais
Antes do início eram só desavenças
Teu mundo sem crença e seu jeito vulgar de falar

Mentira, será que eu lhe estendi a mãaaao ?
E até busquei achar uma saída
Ferida esquecida em contato com o sol
Não vale mais a pena, tornou-se seu problema
Eles ficaram perdidos, contra o seu próprio lema
Será que vale a pena chorar agora, tão fora de hora,
recente na
memória


Já não se esconde em Medo, e já não há respeito
Ninguém melhor que seus filhos para lhe darem o
exemplo
As coisas não mudaram, Ou foi você quem quis
Perder o estilo de vida e achar que está feliz

Bem perto da Janela, tente fechar os olhos
O acontece aqui dentro vai refletir lá fora
E não importa a história escrita no passado
A gente sempre se lembra do que ficou marcado

E os anos correm, e a gente cresce
E tudo antes recente agora envelhece
O tempo escasso aos poetas e aos corações partidos
Percorre a longa jornada e busca o aprendizado
E deixa para trás, o que era inseguro
Eu olho firme adiante e vejo o seu futuro
Deixe brotar outra vez o brilho em seu sorriso
Lute por tudo e por todos no que for preciso

Vídeo incorreto?