Na hora em que todos vierem
Trazendo respostas para tudo
sobre amor, sobre você, sobre o que o fazer
Alguém que nunca morreu
Não sabe o certo ou errado

Papéis de todos os tipos e cores
Enfileirados por ordem de idade
Durante anos, buscaram equilíbrio
Mas não trouxeram certeza
Ou só provaram o contrário

Quem tem coragem fecha os olhos
Quando a luz se apaga
Faz do rascunho uma idéia
E ensina como verdade
Diz que caminho seguir
Mesmo que estando perdido
Mas segue a frente dos outros

Se é fogo é para queimar
Se é dor é para sentir
Não é uma fulga covarde
REfúgio ou Realidade
Não há vitória sem se erguer as mãos

Não há nada a temer
Em tudo há tudo a perder
Seu maior inimigo é você