Quando não houver vestígios
E o tempo só trouxer saudades
Ao menos ilusão pra crer
Que um dia pareceu verdade

Há mais pra se criar do que destruir
E tanto pra sentir sem se machucar
Crer na ilusão é se livrar do incerto
Não, não há perigo em se perder

Porque perder é parte de um viver
Meu bem, ninguém é de ninguém
Os caminhos que se cruzam
Tanto a se jogar pra fora
No falso adeus das falsas horas
Sorrisos sujos pedem o fim

Do que um dia pareceu verdade
Tanto ao tempo e pouco agora
O que se move e o que se tem
Quem vem?
Vem quem quer!

Vídeo incorreto?