Se eu te pedir para provar
Que você se esqueceu
E que durante a noite os sonhos já nao levam a mim
Porque a distância dividiu em dois o que um dia foi
um

Deitada e descoberta na cama
Enquanto dorme em paz
Com seus castelos de areia, seu futuro e seu lar
São só desejos ou são metas para se alcançar depois

Não vá deixar para amanhã
O que se pode fazer agora
O Amanhã nao tem você e Você tem somente o agora
Quem sabe um segundo a mais
E seu valor perante o mundo
Dizer que Ama ou que Perdoa ou se entregar ao Silencio
do orgulho

Não vá deixar para depois
O que é possível agora
Ame quem quer seu amor
E ame a quem fez parte de sua história
Se o mar irá te engolir
E você nao sabe nadar
Leve seu medo mas saiba
Que o impossível nunca vai estar lá

Se eu te pedir para lembrar
O que se prometeu
Pode ser tarde demais, para o tempo que passou
Pense nisso, Pense muito bem ...
Pense no que virá depois, mas sem você ...