Os loucos
Aos poucos
Tem tudo pra vencer

Os pobres
E os nobres
Um dia iram feder

Os ricos
E os mitos
Talvez acreditar
Num canto
Do santo
Joelho é pra rezar

Fora cai fora que agora
Eu quero só ser feliz
Volte demais não agüento
Escola do meu nariz
Fora cai fora que agora
Se amansa o meu coração
Deixe que sons e poemas
Eu vou parir a canção

Sem eira, nem beira
Eu sigo sem cansar
A sina do sino é sempre badalar
Momentos, sedento, ta com qualquer amor
Na rede, com sede, eu bebo o teu licor

Vídeo incorreto?