Eu tento não me descontrolar
Com tanto sofrimento e dor
Mas fui o próprio a executar
Esse cadáver que você deixou

Tua forma mais cruel de ver
vem de noite me atormentar
Todo o mal que existe em você
Sou eu quem vai te exorcizar

Não vai mais haver nós dois
Não quero ter que te aguentar
E enquanto um de nós viver
Vai ser sempre paranóia

Ver teu rosto desconfigurar
Pela minha velha obcessão
E m mudar o que não posso ter
A lterando minha percepção

E nem pense que vou me importar
Com o rastro de destruição
O pior da minha miséria é ser
Perseguido por uma ilusão

Não vai mais haver nós dois
Não quero ter que te aguentar
E enquanto um de nós viver
Vai ser sempre paranóia

Nada vai mudar em mim
(Não posso ser, não vou mudar, não quero ser, me entregar)

Vídeo incorreto?