Todas as noites venho nessa casa
para ocultar a minha tristeza
Todos sabem a hora que chego
Deixa reservada no canto uma mesa

Mando retirar as outras cadeiras
Para ninguém sentar ao meu lado
Se ela não pode vir sentar comigo
Não senta ninguém nem mesmo um amigo
Pra não ver chorar esse embriagado

Na toalha branca da mesa em que bebo
Escrevo o nome da mulher que amo
Fumo um cigarro e peço mais uma
Quando estou de fogo o resto eu derramo

Vou pedir a musica por nos preferida
Se furar o disco posso comprar outro
Por favor, garçom traga mais bebida...
E veja a tristeza que esta em meu rosto

Se eu adormecer aqui nesta mesa
Peço que entenda minha embriagues
Nem que eu gaste tudo o que tenho
Se amanha não encontrar meu bem
Pode esperar que eu volto outra vez

Vídeo incorreto?