Atenção
Desse prédio em frente deve descer
Uma mulher
Que horas são?
Inclemente bate o sol do verão
Brisa sequer

Meus fiéis charutos
Foram-se em minutos
Pudesse, ia agora para os lagos

Guardo alguns
Enfadonhos documentos do azar
Pistas quaisquer
Para uns
A mulher nunca se deixa apanhar
Só quando quer

Nada nos redime
Comparando os crimes
Pudesse, ia embora pra bem longe

Ir atrás da fera, uma pantera em minha mãos
Uma surpresa já lhe espera, Conan Doyle nem pudera compreender
Quanto dói em mim, sim

Palmas pra quem vive
Livre desse tramas
Pudesse, me mandava pras Bahamas

Vídeo incorreto?