Se alguém me liga
Você pergunta quem é
Fala desconfiada acha logo que é mulher
Se eu falo com amiga você diz que é caso antigo
Que ainda está ficando comigo
Se você encontra fio de cabelo no carro
Em seguida inventa logo cheiro de cigarro
Bate a porta, grita, fica louca perguntando
Com quem estou me encontrando

Juro, já não sei
O que vou fazer
Eu acho que o seu caso é sério
Eu já me cansei
Não dá pra esconder
Você tá doente, eu não nego

Para de ser controladora, para!
De revirar as minhas coisas, para!
E de jogar mulher na minha cara
Desse jeito a gente se separa

Para de ser tão ciumenta, para!
Assim a corda se arrebenta, para!
E chega de jogar conversa fora
Para com essa paranóia, para!
Para com isso para!

Juro, já não sei
O que vou fazer
Eu acho que o seu caso é sério
Eu já me cansei
Não dá pra esconder
Você tá doente, eu não nego

Para de ser controladora, para!
De revirar as minhas coisas, para!
E de jogar mulher na minha cara
Desse jeito a gente se separa

Para de ser tão ciumenta, para!
Assim a corda se arrebenta, para!
E chega de jogar conversa fora
Para com essa paranóia, para!

Para de ser controladora, para!
De revirar as minhas coisas, para!
E de jogar mulher na minha cara
Desse jeito a gente se separa

Para de ser tão ciumenta, para!
Assim a corda se arrebenta, para!
E chega de jogar conversa fora
Para com essa paranóia, para!
Para com isso, para!


by; Dinah Dantas
@dinahdantas

Vídeo incorreto?