Por dois olhos negros que a beleza encerra
Deixei minha terra e parti de repente
Tem coisas que a gente faz despercebido
Eu fui atraído por uma serpente
Fiz como os pássaros, após a estiagem
Segui a viagem, porém sem destino
Por ser tão menino, me perdi nas trilhas
Tão só sem família, faltou tirocínio.

Transpus a fronteira da vida enganosa
E fiz cor-de-rosa meu jardim florido
Meus contos perdidos, meus versos e prosas
Nas tardes gostosas de céu colorido
De bem com o encanto da mãe natureza
Vi tanta beleza nos campos e matas
Banhei na cascata sentido a pureza
E tive a certeza que a saudade mata.

A maturidade me fez instruir
Foi todo banido no esquecimento
Livrei do tormento de um amor perdido
E mais prevenido criei meu talento
Voltei p'ra rever, o orvalho na relva
Eu vi minha terra, regressei enfim
E assim terminei a batalha perdida
E a aurora da vida sorriu para mim.

Vídeo incorreto?