Não dá mais
Pra viver a esperança
Que você arrependido
Toque minha campainha
Pra esperar que você se questione
Que eu atenda o telefone com você na linha
Não dá mais
Pra viver nessa rotina
Vendo a minha autoestima
Ficar de um jeito
Que se eu não me cercar de precauções
Vai ser difícil de recuperar
O equilíbrio de minhas emoções
Pra que eu possa novamente amar

Estou assim
Como quem abandona o cigarro
Ficando livre aos poucos do pigarro
Retirando os cinzeiros da mesa
Estou assim
Evitando qualquer lembrança sua
Se por acaso eu te encontrar na rua
Eu não quero ser pega de surpresa

Aliás, se eu te encontro de repente
Cara a cara, frente a frente
Eu corro um grande risco
O café, a fumaça e o isqueiro
Sempre deixam pesadelos
Em que me deixou o vício
Não dá mais
Tô tomando essa atitude
O que pretendo é a saúde
De um amor perfeito
Se eu não me cercar de precauções
Vai ser difícil de recuperar
O equilíbrio de minhas emoções
Pra que eu possa novamente amar

Estou assim
Como quem abandona o cigarro
Ficando livre aos poucos do pigarro
Retirando os cinzeiros da mesa
Estou assim
Evitando qualquer lembrança sua
Se por acaso eu te encontrar na rua
Eu não quero ser pega de surpresa

Estou assim
Como quem abandona o cigarro
Ficando livre aos poucos do pigarro
Retirando os cinzeiros da mesa
Estou assim
Evitando qualquer lembrança sua
Se por acaso eu te encontrar na rua
Eu não quero ser pega de surpresa

Vídeo incorreto?