O homem que tinha coroa, porém de espinhos
Andava pela galileia plantando amor
Não tinha onde reclinar a sua cabeça
Mas o perfume de seus lábios era como a flor
Orava pela madrugada tao angustiado
Ferido pelos meus pecados era grande a dor
Os seus olhos desciam lágrimas em forma de sangue
Tu és jesus meu refúgio, meu libertador

Três pregos e um martelo cravejaram meu jesus
Quando estava no calvário, sendo torturado
Numa rude cruz
Três pregos e um martelo cravejaram meu jesus
Foi por mim crucificado, depois deu um brado
Ressurgindo a luz

O dia se tornou em trevas o sol não deu seu brilho
E deus dos altos céus seu filho, o glorificou
Os túmulos dos que eram santos foram abertos
Porque jesus venceu a morte, os ressuscitou
E deu-se um grande terremoto e a terra se abalou
Provou que a própria natureza demonstrou amor
E cristo ao terceiro dia ressurgiu dos mortos
Está a destra de jeová o meu defensor

Vídeo incorreto?