O teu rio afogou os meus medos
Libertou da dor meu coração
Fez Nascer dentro de mim
Santificação sementes de adoração.

Se em mim ainda há vestigios
Revelando o pecador que sou
Vem Senhor e outra vez
Lava esse meu interior.

Quero te Apresentar frutos de adoração
Como Arvore plantada a beira de um ribeirão
E assim permanecer avançando as estações
Abasteça-me Senhor no teu rio de Unção.

Da-me Rios, abasteça-me
Dai-me Rios, Rios de unção.

Vídeo incorreto?