Fertilizantes mentais, ondas, orgias sensuais
Dementes sem ideais, seus tons, quase imortais
Tementes de desejos semanais
Somos loucos, canibais

Confissões astrais, sem vinda, idas demais
São crentes sem mentes, serpentes, venenos mortais
Queremos sempre muito mais
Provocações intencionais

Mundos virtuais, impérios leigos, sem jornais
Ficamos perto demais, sem ver além dos vitrais
Santa guerra em tribunais
Lutamos sempre pela paz

Você sabia! Se não soubesse não faria,
O que você já foi um dia...
Seria ao menos o que você queria?
O seu perdão não bastaria

Letra: Roberto Lopes
Música: Emiliano Pordeus