Um bom velho
Fuma seu boró
Na calçada da sua casa
Parece tragar a vida

Devorando aquele fumo
Com prazer imenso
Mostrando num sorriso
A simplicidade de um povo

Carente de natureza
De uma bela, beleza!
Na imensidão apenas de um olhar
Percebi a grandeza
Da realeza paraibana
Que desfruta o amor e dor
De uma cultura contemporânea