Procurar você não vou
Se quiser, vem onde estou
Criei vergonha na cara
O meu remédio não sara
O teu ciúme
Criei vergonha na cara
O meu remédio não cura
O teu ciúme

As vezez eu ia me encontrar com você
Deixava de lado o que eu tinha pra fazer
Você nem sorria quando eu chegava
Brigava comigo e pra casa eu voltava
Sem nenhum abraço seu

Este teu ciúme é obseção
É água que apaga o fogo da paixão
E o fogo aqui sou eu

Procurar você não vou
Se quiser, vem onde estou
Criei vergonha na cara
O meu remédio não sara
O teu ciúme
Criei vergonha na cara
O meu remédio não cura
O teu ciúme

Gostava da gente quando começou
Você tão carente, eu te dando só amor
Não tinha ciúme, nem briga nenhuma
Não se separava feito carne e unha
Foi gostoso, é bom lembrar

E hoje não ganho mais nem um sorriso
Se você soubesse como preciso
Mais eu vou me segurar

Procurar você não vou
Se quiser, vem onde estou
Criei vergonha na cara
O meu remédio não sara
O teu ciúme
Criei vergonha na cara
O meu remédio não cura
O teu ciúme

Vídeo incorreto?