Vejo a chuva que cai
Vai molhando o chão
Escorrendo sobre a terra
Deste meu sertão
E nas ondas dessas águas
A recordação
Num barquinho de papel navega
Com meu coração

Quantas vezes eu menino
Com os pés descalços
Enfrentei o medo carreguei meu barco
Protegi meus sonhos bem nas minhas mãos

Quantas vezes o destino me deu seu recado
Tenha mais juízo menino levado
Minha mãe e meu anjo minha salvação

E hoje eu volto a lembrar
De quem me ensinou a sonhar
Me mostrou que a vida não é fácil
Assim de um jeito qualquer
Me ensinou que o riso e a dor
Também nascem do amor

Vídeo incorreto?