É na rede do amor
Que eu vou me balançar
Com minha querida
Na noite de São João
Pra lá e pra cá

Pode a lenha queimar
Pode o vento soprar
Eu vou cair no forró
Pode vir sem medo
Que tem quarenta saias
Pra um palito

Pode pular fogueira
Pode soltar balão
Asse milho verde
Sobe ronqueira
E beba quentão
Faça o que quiser
Mate sua sede
Se divirta a vontade
Mas de pé por favor
Não balance na minha rede