Se arrumou pra balada
Saiu com as amigas prum bar, lá láia
Não sabia onde isso ia acabar

Começou a beber
Mas não soube a hora de parar, lá láia
Foi pro meio da pista bagunçar

Ela subiu na mesa dançou com todo mundo
Pagou mil cervejas, ficou rica num segundo
Põe a mão na cabeça menina
Pra manter o juízo
E a outra na cintura
Pra segurar esse vestido

Põe a mão na cabeça menina
Pra manter o juízo
E a outra na cintura
Pra segurar esse vestido

Bebeu não guentou
Deu vexame no forró
Caiu, levantou, tava mesmo de dar dó
Deu, deu, deu vexame no forro
Caiu, levantou, acabou a noite só