Não se entende o que atende por nome paixão
Não se colhe a fruta caída do chão
Não se brinca com espelho em plena tempestade
Não tem medo o que diz quem só diz a verdade

São ditados passados no tempo lembrados
Que marcam os caminhos do nosso futuro
Se decida se a vida vale a pena
E viver é palavra tão pequena
É um hino malino que se canta assim

Lará, erê, lará, erêlará, erê, rê, rê, rê, rê...

Vídeo incorreto?