Me agrada


Raaa, pararaaa, rabarabaraba...
Raaa, pararaaa, rabarabaraba...

Me agrada
Saborear-te
O que eu quero
Você já sabe.

Tocar o seu cabelo
Te ver nua
Apenas a luz
a luz da lua.

Porque ao sol do seu corpo
eu tenho vontade
de ficar bronzeado
até amanhã, até amanhã
eu estarei me embolando
nas tuas teias de aranha.

Feche a sua janela azul
E melhor que não me diga nada
Toma minhas ilusões
Já não as quero.

Tenho outras intenções
Tocar o seu cabelo
Tocar a sua alma
Com a mesma ponta dos meus dedos
Que estão perdendo a calma.

Me dá um pouco de bebida.

Beberei o suor do seu corpo
Até amanhecer
Beber estou esperando
teu corpo de mulher.

Me dá um pouco de bebida
Beber até amanhecer
Me dá um pouco de bebida
Me dá um pouco de bebida

Quero te dizer
para te convencer
quero ficar perto
para tirar sua roupa

Me da primeiro
Seus pertences
e o que vem depois
se encarrega a ciência.

Porque ao som do seu corpo
meu olhar dança
que estou te dando medo
dando vantagem
estou vestido a roupa da ilusão
e eu me visto de homem aranha
e fico maluco até amanhã

Me dá um pouco de bebida.

Beberei o suor do seu corpo
Até amanhecer
Beber estou esperando
teu corpo de mulher.

Me dá um pouco de bebida
Beber até amanhecer
Me dá um pouco de bebida
Me dá um pouco de bebida

Échale, échale...
Échale, échale...

Oh, oh, oh, oh...

Échale, échale...

Oh, oh, oh, oh...

Raaa, pararaaa, rabarabaraba...