De fato não é fácil viver nesse beat compasso
Que a vida acelera e atrasa apertando o passo
Se perco o time logo me ajusto e isso eu mesmo faço

Difícil é aproveitar de tudo
Sem se preocupar com nada
Se lançado pro futuro
Ou pro romance da noite passada

Mas como seria viver num clique eterno
Num velho metrônomo previsível e concreto
Do feto a cova sem mudar o objeto
Quem disse que é certo

Difícil é aproveitar de tudo...

Cada segundo de agora já foi
Cada instante que aguarda chegou
O relógio que execute a função que sobrou

Vídeo incorreto?