Eu não pedi pra nascer
Eu não nasci pra perder
Nem vou sobrar de vítima
Das circunstâncias.

Eu tô plugado na vida
Eu tô curando a ferida
Às vezes eu me sinto
Uma mola encolhida

Você é bem como eu
Conhece o que é ser assim
Só que dessa história
Ninguém sabe o fim.

Você não leva pra casa
E só traz o que quer
Eu sou seu homem
Você é minha mulher.

E a gente vive junto
E a gente se dá bem
Não desejamos mal
a quase ninguém
E a gente vai à luta
E conhece a dor
Consideramos justa toda forma de amor.

Vídeo incorreto?