Hora do repique, um pega, outro paga
Xilique, de soco, em ponta, de faca
O pique, é, só flow e levada
O corre é só quem é, o resto é pataquada (2x)

Acendam as luzes para mais aparições heróicas
Há muito tempo reprimidos vontades eufóricas
Engasgado com essa massa, atitudes hipócritas
Contaminado me criei e me tornei icógnita

Em casa aprendi a dar valor aos meus
Na rua ensinado a conviver e aniquilar os breus
Na pele só pula que é bala e o ardor
Na mente a velha sensação de mágoa e rancor

Percebeu o que era fato, só mais um não muda o mundo
Craque não carrega time se resume em conjunto
Do seu oxigênio, só vejo o oxi
Também vejo pouca mão pra muita luva de boxe

Bem-largado, mal-trapilho
En-gatado no gatilho
Encurralado nesse trilho
Aos olhos do pai um grande filho

Mente esperta, mira certa
Sem querer ser mais um que se vendeu por qualquer oferta
Mantemo o foco, sensato
Hoje a família vai colar mais uma vez no r.a.p 104

Sem cachê, sem cheque, 2 anos se passaram e ainda somos e3s
Zero pressa, zero stress é que quem faz por amor não espera feedback
É! muita calma, muita palma, muito axé, muita fé
Sonhos viram realidade pra quem vem sonhar de pé

De pé, eu vou, cravando minhas pegadas
Na fé, sem ré, voando baixo na estrada
Sou vulto, que quando passa cê enxerga mas num vê
O bruxo que faza a mágica cê testemunha mas num crê

Tá feito, para muitos problema em pilhas
Caras feias e preocupação tamanhp quadrilha
Na selva atrás da caça soltaram a matilha
Upando a mais de um tera já subiu família

(saudações)

Hora do repique, um pega, outro paga
Xilique, de soco, em ponta, de faca
O pique, é, só flow e levada
O corre é só quem é, o resto é pataquada (2x)