De manhã calço as esporas
Não me importo com o tempo frio
Pois cavalo que velhaqueia
Eu monto e largo macio
Eu mesmo lonqueio um tento
E cincho bem na virilha
E o lombo eu deixo pronto
Pra sentar minha encilha

Sou taura nascido no campo
Laço, domo e gineteio
Tem que ser forte o ventena
Pra me tirar dos arreio

Nasci pro campo, sou domador
Nasci pro campo, sou laçador
As cordas eu faço, o boi eu laço
Pois sou doutor
Nasci pro campo e sei marcar
Nasci pro campo pra ginetiar
Junto os garfosna paleta
E bom de rédea vai ficar

Nos rodeios de campanha
Junta toda a peonada
Porque a festa é das grandes
E eu não troco isto por nada
Quando o assunto é pealo
Desde guri sei a lida
A vaquinha de madeira
Foi lição pra minha vida

Vídeo incorreto?