O terço da minha mãe, pendurado na parede
Se balançando na sala meu pai deitado na rede
Olho o vazio dessa casa e vejo a solidão passando debaixo do meu nariz
Me pego aqui pensando e as vezes me perguntando
Será que eu vou ser feliz?

Guardo no fundo do peito, tudo que vc ensinou
As vezes desobedeço os conselhos que me deixou
Vc pra mim foi exemplo de mãe, amiga e mulher, serei seu eterno aprendiz
Então eu choro calado, quem sabe um pouco culpado
Será que eu vou ser feliz?

De que adianta o luxo, as jóias, tanta riqueza
Se eu vivo num castelo mergulhado na tristeza
Eu queria simplesmente, morar lá no pé da serra, numa casinha bem simples de barro e o chão de giz
Tenho certeza seu moço, meu sorriso era sincero
Pq eu era mais feliz

Já perdi a conta das noites que rolo na cama sozinho
Tendo restos de atenção e migalhas de carinho
Viajo em meu pensamento, de volta para o passado, meus tempos de adolescente
Ah! como eu queria bis
Não cometeria os erros que me sufocam até hoje
E me impedem de ser feliz

Vivo inventando desculpas dizendo que não consigo
Largar essa vida errada, de noitadas sem amigo
No passado eu fui direito, mas a traição covarde, machucou meu sentimento
E deixou uma cicatriz
Meu coração se revolta quando lembra do passado que eu sonhava ser feliz

Vídeo incorreto?