Que tal pegar tudo que temos
E desse modo fazer a grande falta
Um salto que cai, uma queda que salta
Essa soma assim, sem mais nem menos?

Por que não juntar o nosso nada,
O eterno que move, o nunca que repousa
E fazer dessas perdas somadas
O achado de alguma coisa?

Vídeo incorreto?