Eu queria que você ficasse
do tamanho do pezinho de feijão
Pra lhe dar milhões de beijinhos
E lhe apertar bem junto ao coração
Pra ser a minha eterna criança
tão alegre a brincar, e para sempre
inocente pra jamais deixar de sonhar

Mas o tempo vai passando
E depressa vai voando,
Vai levando o meu menino
Já não sou mais seu héroi
É que o tempo vai passando
E depressa vai voando
Só te peço ó Pai bondoso
Toma conta do meu moço
Que o sorriso de criança volte
Sempre me abraçar.

Pois parece que foi ontem
Que voce chorando veio me contar
Que cai lá na calçada
Queria um beijo pra poder sarar
Tudo isso vou lembrando
São coisinhas tão normais
Fico triste só pensando
Que esse tempo não volta mais

Vídeo incorreto?