Imagina um homem como eu
Não eu!
Um homem como eu, magro e grisalho
desses que até um véu dá de agasalho
que ama a fragilidade da lua e a tristeza das flres
De todas as flores por causa tua

Podes tentar....

Imagina um homem como eu
Não eu!
que ama cm as mão e com a voz
e, meu Deus, como são as tas mãos....
São as mãos que todos nós - os homens como eu
beijamos só de olhar
olhamos só de amar....
As mãos da mulher amada
são de ficar de mão dada, comendo um gelado,
olhando o céu dos pardais.... (não eu....)
Não ey, que sou dos tais táo difíceis de gostar,
mas um homem como eu
feito só de imaginar. (não eu....não eu....)

Imagina um homem como eu
Não eu!
Mas um homem que de seu
tem medo inicial
da corrida das crianças
e o vermalho facial, das primeiras danças a dois,
quando sorris....
Mas que depois se deixa sempre levar
por tudo o que tu lhe dás
Vá, diz!
Amar um homem como eu,
eras capaz?

Eras capaz?....(x6)

Podes tentar....

Eras capaz?....

Podes tentar....

Eras capaz?....(x4)

Vídeo incorreto?