O meu forró é claro por natureza
E se a luz não tá acesa
Ai é que ele alumia
Nasceu do brilho

Da chama da lamparina
Tem luz própria/ se ilumina
Meu forró tem energia
Pode apagar as luzes do mundo inteiro
Que eu acendo um candeeiro
E mando arroxar o nó

E vou dançar
Xaxado, baião e xote
Vou tirar mil mega walts
De energia do forró
E vou dançar
Xaxado, baião e xote

Vou tirar mil mega walts
De energia do forró
Bote a cerreja, maria no pé do pote
Pois relampeja e o meu peito que trovejar
Bote a sanfona

Pra cantar o meu sertão
Bote luz no lampião
E vamos pro forró fiar
Bote a cerreja, maria no pé do pote
Pois relampeja e o meu peito que trovejar

Bote a sanfona
Pra cantar o meu sertão
Bote luz no lampião
E vamos pro forró fiar

Vídeo incorreto?