Dorme à tarde no campo
Deita um dia de luz
E assim que a mãe natureza
Desenha a beleza
Que a noite traduz
Brota no meio da roça
Em toda palhoça
O sinal da cruz

E enquanto as estrelas no céu
Vão pintando o momento
Em que a noite e o seu véu
Fazem o firmamento
Um cenário de paz
Onde a vida reluz
São seis horas, da tarde, no campo
E na flor desse horário
As mãos que labutam
Debulham rosários
Rezando uma prece pra mãe de Jesus

Vídeo incorreto?