Mané, deputado novo
Tá comendo ovo
Com essa nova ideia
Votou, contra o movimento
Que tira o acento
Lá da assembleia

E o zé, aprendendo a ler
Deixou se saber e caiu na liça
Foi quando o professor Jurema
Disse: Zé, não trema em cima da linguiça

Puliça, puliça
Eu vou chamar pê-u-pu, lê-e-li, cê-cedilha-ça
Puliça

Raqué, completou setenta
Inda hoje tenta pegar seu canudo
Não sabe que ditongo aberto de veia
Não leva mais acento agudo

Badé, não pediu segredo
Inda usa o dedo quando a moça pede
E disse que o novo ABC
Pra quem não sabe ler
Não cheira e nem fede

Vídeo incorreto?