Como folhas voando ao vento
Me perdi nas lembranças do meu coração
Uma tarde de outono, folhas secas no chão
Mas as folhas não caem em vão
O orvalho que molha os campos
Pássaros livres a voar
Na brisa que sopra, ouço o meu deus falar
Que a minha hora vai chegar

Não importa se as noites frias de inverno irão chegar
Nos trazendo o sombrio e o medo de sonhar
Vejo o vento a soprar vejo a neve a cair
Mas eu não vou recuar, eu não posso desistir
Na neblina posso ver que estou na escuridão
Me fazendo perceber toda minha imperfeição
No inverno eu posso ver que dependendo de deus pra viver

A primavera irá chegar, os campos irão florescer
Os pássaros irão voltar, a vida vai renascer
O sol que se escondia no silêncio do meu coração
Agora irá soar indo em toda direção
Vou dizer ao mundo inteiro que ainda não é o meu fim
Vou viver a primavera que deus sonhou pra mim

No horizonte da esperança posso ver o sol nascer,
Me trazendo a alegria de um novo amanhecer
Posso ver o céu azul, posso ver o sol brilhar
E o sol que brilha em mim nunca mais se apagará
Descobri na solidão que deus segurou na minha mão
E disse que a minha provação é como chuva de verão,
Logo, logo vai passar

Vídeo incorreto?