Asas pra chegar até você
Imagino ter
Toda vez que longe estou
Não posso conter essa vontade
De querer te ter ao meu lado
Precioso esse instante
Único e raro onde me guardo
Me livrai dessa lei do cão, sem noção
Que não perdoa não, só trás decepção
Agora é nossa hora, mal lá fora
Longe de nós dois, a sós
Nesse clima tudo fica pra depois
Jóia lapidada mais rara que eu já vi
Feito pedra cara, ametista, safira ou rubi
Desejo, vejo esse instante esperado por mim
Ansioso pelo tempo em que o tempo para sem eu sentir
Sua presença harmoniza o ambiente
A gente sente a paz guardada
Nunca achada em nenhum continente
Desfaz todo mal nesse mundo existente
Poderes supremos que você me trás com 'simplesmente'
Sutilmente, instantes se tornam antidoto
Aliviando o stress no mundo por mim vivido
Se muito tempo fico sem, muito louco fico
Não consigo viver bem, sem você comigo
Obrigatório, me leva pro seu universo
Disperso, navego perdido
Contigo recarrego as energias
Necessárias pra continuar lutando
Pra ter vários momentos vividos por ti por anos

Estar, onde melhor possa estar
Não há outro lugar
O meu refúgio, fujo desse mundo no meu lar
Onde me espera
Ela é a essência da simplicidade
Enfim a sós com a tranquilidade

Ela que me leva, mal saberia ela
O que eu poderia ser sem ela nesse mundo
Vejo sempre aquela, a face da mais bela
Que se esconde atrás de um dia de tumulto

Em seu rosto tão exposto
Na luz baixa do meu quarto apos
O ônibus lotado, todo suado
Missão cumprida, mais um dia de trabalho
Agora tudo que eu quero
É você bem perto, no meu recinto
Ela me esperando eu já tô indo
Atravesso a cidade de concreto, discreto ajo
Passo na sagacidade, reparo
Vejo longe onde o perigo se esconde
O bote é certeiro, eu tô ligado
O tempo inteiro eu me mantenho de pé
Da prece, iluminado, vou abençoado á fé
Toda força que você me trás
Essa luz que você faz
Me leva á frente, impulsiona mais e mais
Essa jornada de cenas dramáticas
Muito mais que encenadas, tão sofridas
De um povo brasileiro cheio de marcas
Vidas na eterna busca da paz de verdade
Meu sonho é ver todos os lares em tranquilidade
Justa vida e igualdade
Covardia é morrer sem concluir suas vontades
Cada minuto, silêncio cura o tormento
Sofrimento imposto pelo que tá acontecendo
Só você me faz melhor, alivia o pior
A dor fica menor, nunca me deixe só
Nesse pesadelo preso
Eu descanso em seus braços
Tranquilidade guia meus passos

Estar, onde melhor possa estar
Não há outro lugar
O meu refúgio, fujo desse mundo no meu lar
Onde me espera
Ela é a essência da simplicidade
Enfim a sós com a tranquilidade

Ela que me leva, mal saberia ela
O que eu poderia ser sem ela nesse mundo
Vejo sempre aquela, a face da mais bela
Que se esconde atrás de um dia de tumulto

Vídeo incorreto?